Tipos de estratégias baseadas no contexto organizacional

0 94

As pessoas falaram muito sobre o planejamento estratégico nesse período. A empresa se prepara para 2021, está reavaliando o ano passado e considerando estratégias e metas para atingir as metas traçadas para o próximo ano. Porém, o tipo de estratégia que a empresa condiciona é uma análise coerente do clima organizacional?

O contexto organizacional

Primeiramente, o executivo precisa analisar a situação da organização, pois com base nas informações disponíveis, foram definidas metas consistentes com o ambiente atual e futuro. Por meio da análise do histórico, as metas podem ser determinadas e um plano de ação para atingir essas metas pode ser traçado. Porém, é importante ressaltar que o planejamento estratégico é definido como um planejamento de longo prazo, e as metas, objetivos e planos devem ser constantemente reavaliados, pois fatores externos podem interferir nas operações (o maior exemplo é a pandemia COVID-19). Ou seja, não é invulnerável e pode ser suscetível às mudanças e às estratégias nele definidas.

A escolha da estratégia deve se adequar ao ambiente organizacional, ou seja, às capacidades da empresa, aos objetivos desejados e às condições possíveis. São pistas importantes que podem nortear sua estratégia, que podem ser definidas de acordo com as diferentes necessidades ou desejos da empresa, tais como: sobrevivência, manutenção, crescimento ou desenvolvimento. É importante lembrar que um plano pode seguir várias estratégias listadas acima – explicarei com mais detalhes abaixo.

Porém, para que funcione como um todo, a estratégia e sua estrutura hierárquica devem ser consideradas no momento oportuno. Quando não há outras opções, certos tipos de estratégias são adotadas, como estratégias de sobrevivência. Nele, a empresa se encontra em ambiente e situação inadequados e apresenta um olhar caótico. Neste caso, o foco da empresa deve mudar para sua reestruturação.

Superado esse momento de sobrevivência, a empresa deve focar na manutenção dos resultados alcançados. Então, a partir do momento em que o negócio continua, planos de crescimento e desenvolvimento podem ser considerados.

Estratégia de sobrevivência:

Essa estratégia é utilizada quando a empresa não tem escolha e se encontra em uma situação de inadequação e confusão. A primeira decisão estratégica nessa situação é parar de investir e minimizar despesas. Essas medidas são tomadas para que a empresa se reorganize para atingir objetivos mais tangíveis no futuro. No entanto, essa pode não ser uma boa estratégia de longo prazo porque a empresa pode ser “engolfada pelo mercado e pelos concorrentes”. Além disso, se essa estratégia não funcionar, os executivos podem adotar uma estratégia de compensação de transações.

Estratégia de desenvolvimento:

Nesse caso, prevalecem vantagens, ambiente favorável e oportunidades. A partir desses aspectos, o executivo busca desenvolver sua empresa. Esse desenvolvimento pode ocorrer em duas direções: buscar novos mercados e novos clientes e explorar novas tecnologias. A combinação desses dois fatores permite à empresa expandir seus negócios e ganhar novas perspectivas de mercado. Neste livro, Djalma explora esse tópico com mais profundidade. Mas o que quero dizer é que a melhor forma de planejar estrategicamente é analisar profundamente os fatores que afetam a organização, sejam internos ou externos. E, com base nisso, você pode estabelecer metas e planos de ação consistentes com as capacidades de seus negócios.

Para analisar criticamente o estado da organização, deve haver uma boa estrutura de indicadores – mas este é o assunto de outro artigo – por sua vez, ela fornece informações importantes sobre o estado da sua empresa. Isso permite uma análise coerente e decisões estratégicas razoáveis ​​com base no que você tem agora e no que deseja alcançar.

Estratégia de manutenção:

Se o objetivo na estratégia de sobrevivência é insistir em obter resultados mais positivos, então na estratégia de manutenção a empresa já possui uma série de vantagens maximizadas na tentativa de manter a posição conquistada até então. É importante notar que existem ameaças, mas as ações tomadas neste caso são para minimizar fragilidades a fim de manter uma vantagem competitiva. Nessa perspectiva, as empresas podem investir, mas com moderação.

Estratégia de crescimento:

Nesse caso, o ambiente oferece condições favoráveis ​​e, se utilizado de forma eficaz, pode se tornar uma oportunidade de crescimento para a empresa. Além do aumento das vendas, estratégias como inovação, internacionalização, joint ventures e expansão são características dessa situação.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

DMCA.com Protection Status