Representando 28,70% do total, Bancos e cartões de crédito seguem liderando o ranking de inadimplência (1)

Representando 28,70% do total, Bancos e cartões de crédito seguem liderando o ranking de inadimplência

Apesar de ser bem comum na vida dos brasileiros, as dívidas são fatores que tiram a paz de muitas pessoas além de impedir o começo de novos projetos de vida. o maior motivo para isso é a grande alta do parcelamento de compras no cartão de crédito, uma coisa que facilitou muito mas atualmente é motivo de dores de cabeça.

Devido a grande quantidade de endividamento, muitas dúvidas surgem em relação a esse cenário e por isso vamos conferir juntos um grande panorama sobre essa situação além de claro explicitar algumas formas de não se tornar um dos inadimplentes do país. 

Brasileiro deve mais e a culpa é do cartão de crédito                                         

Que os preços de coisas básicas subiram, todos os brasileiros sentiram este fato. Como foi dito lá atrás, o excesso de parcelamento das compras por causa do cartão de crédito acaba por aumentar a chance tanto de esquecimento dos pagamentos como também a quantidade de dinheiro gasta.

Representando 28,70% do total, Bancos e cartões de crédito seguem liderando o ranking de inadimplência (2)
Fonte/Reprodução: original

Além disso, quando se esquece de pagar uma parcela ou ela é paga depois, o acúmulo de juros no próximo pagamento começará a fazer com que o dinheiro que a pessoa tenha não seja suficiente para cobrir, motivo pelo qual muitos acabam por tomar empréstimos do banco e a contrair mais dívidas. Por isso o cartão de crédito e os bancos lideram a taxa de endividamento.

Mapa da Inadimplência e Renegociação de Dívidas no Brasil

Segundo um estudo levantado pelo Serasa, o pico de endividamento dos brasileiros de 2021 ocorreu em outubro, com cerca de 63,4 milhões de brasileiros dentro da lista. A média de dívidas é de R$ 4.000,61 por cada pessoa, um número bem maior em comparação às estatísticas passadas.

Conforme foi prometido, para não se enquadrar na casa dos endividados do país, inicialmente você deve quitar o máximo de dívidas que conseguir, de preferência, todas. Após isso, sempre que for comprar um produto mais caro, não caia na tentação de dividir parcelas, acumule a quantia necessária e pague à vista, pois assim diminui as chances de esquecimento de dívidas e pagamentos de juros.

Como anda a busca por oportunidade de negociação das dívidas?

De acordo com uma das gerentes do Serasa, apesar do número de endividados ter subido bastante no ano de 2021, a priorização que os brasileiros dão para estar com o nome limpo faz com que novos acordos para negociação das dívidas baseados em descontos acabam por surgir com fins de melhorar as condições.

Com isso, chegamos ao fim. Espera-se que tudo sobre a situação de endividamento dos brasileiros tenha sido compreendida. Se gostou do conteúdo, não esqueça de compartilhar para que outras pessoas possam ter acesso ao conteúdo e para consumir informações de qualidade como esta, fique de olho nas postagens do site.


Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *