Proibido no Brasil, Forex permite ganhos (ou perdas) altíssimas; conheça

0 12

Câmbio (abreviatura de câmbio estrangeiro) é um mercado de altíssimo risco banido no Brasil, com um volume diário de negociação de cerca de 4 trilhões de dólares.

Ele atrai investidores daquele país com a promessa de retornos substanciais – mas também esconde o mesmo tamanho. riscos de.

A plataforma permite comprar pares de moedas e apostar na valorização ou desvalorização de um par de moedas.

Mais especificamente: se um investidor acredita que o euro deve se valorizar em relação ao dólar norte-americano, ele pode comprar um contrato euro / dólar norte-americano (USD) por um determinado preço e esperar vendê-lo por um preço superior no futuro.

Por exemplo, essa operação não difere muito da negociação de dólar futuro na BM & FBovespa.

A diferença é que você pode optar por negociar mais tipos de moedas. Os investidores também podem combinar uma moeda estrangeira com outra moeda estrangeira.

O câmbio também permite uma alta alavancagem.

Com muito pouco dinheiro, você pode negociar com margens de lucro muito altas em alguns corretores internacionais que fornecem investimento.

“Para comprar uma grande quantidade de EUR / USD na Bolsa de Valores americana, você precisa de 100.000 dólares americanos.

No entanto, você pode obter o mesmo contrato a 1.000 dólares americanos, operando com uma alavancagem de 100 para 1”, um câmbio brasileiro que pediu para não ser nomeado participantes do mercado disse.

Em muitos casos, essa variação é pequena, aparecendo na quarta ou quinta casa decimal – por exemplo, para quem verifica as taxas de câmbio para formular as taxas de câmbio de viagens, isso é imperceptível.

No entanto, para aqueles que fazem muitos negócios com US $ 100.000, essa pequena flutuação é significativa.

Mas é preciso lembrar que se os ganhos podem ser muito altos, as perdas também são. “Uma perda de 1% em 100.000 USD pode significar uma perda de 100% do depósito efetivo, se este também for 1%”, lembrou a CVM (Comissão de Valores Mobiliários), divulgando seu site aos investidores por meio de um documento de “alerta”.

Para dizer o mínimo: se você investir $ 1.000 (comprar um contrato de $ 100.000) com uma alavancagem de cem vezes, e o preço do contrato cair 1%, você perderá tudo. Se o preço subir 1%, seu investimento inicial dobrará.

Forex no Brasil

Além dos riscos causados ​​pela volatilidade do mercado, os investidores devem lembrar que as corretoras brasileiras não estão autorizadas a realizar operações de câmbio. Mesmo assim, a CVM destacou que em países onde o câmbio é legalizado, algumas instituições atuam como “agentes locais” das corretoras, atraindo clientes e recursos, e viabilizando investimentos no exterior. “Isso é ilegal”, advertiu o ditador.

A entidade lembrou que a cooperação com instituições não registradas é muito arriscada. “O investidor pode se tornar vítima de fraude. Sem o registro na CVM, não há garantia de que a” corretora “ou” empresa “existe, ou que tem a identidade que afirma ter. Isso dá oportunidade para pessoas antiéticas agirem Conveniência”, disse a agência.

De acordo com a entidade, 104 procedimentos de gestão de câmbio foram abertos entre 2005 e 2008. O desconto é acompanhado por um compromisso de lucro impressionante, de até 60% ao mês. No entanto, a legislação brasileira não estipula formalmente as empresas que fornecem moeda estrangeira no Brasil. Eles atuam como corretores, mas informalmente.

“Em um caso identificado pela CVM, a ‘Empresa’, cujo site dava a impressão de ser uma corretora nova-iorquina, era na verdade uma pessoa que usava um laptop para operar uma casa no interior da cidade do Rio de Janeiro”, lembrou a cidade governo.

A CVM também destacou que, na maioria das vezes, os investidores não investem diretamente em moeda estrangeira, mas investem por meio de empresas que proporcionam investimentos – sempre atraídas por promessas de lucro. “O retorno do seu investimento depende inteiramente do compromisso da ‘empresa’ e pode não estar relacionado ao retorno real das operações reais realizadas”, alertou a CVM.

E se eu quiser investir?

Os investidores que desejam participar de operações de câmbio podem negociar por meio de corretores internacionais, desde que abram conta offshore (fora do território nacional).

“O brasileiro pode encontrar corretores e investir no exterior”, afirmam os profissionais entrevistados pela InfoMoney.

“Normalmente, essa conta é aberta em um país altamente regulamentado, o que garante que os clientes passarão pelo FCSC [Financial Services Compensation Scheme, uma espécie de fiador de fundos para investidores britânicos] em caso de falência da empresa”, explicou.

A própria CVM enfatiza que não é ilegal para o brasileiro investir em moeda estrangeira no exterior, desde que a operação seja realizada por meio de instituição regulamentada e sejam aplicáveis ​​as regras em vigor.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.