O que é o código do banco e para que ele serve

0 30

O código do banco é uma sequência de três número de três dígitos. Cada banco tem seu próprio código, sendo um código único e único. Por exemplo, Banco do Brasil é 001 e Bradesco é 237. Esse número se chama Compre e é o código para transações de dinheiro e outros sistemas de contabilidade de documentos. Este código é parte integrante do sistema operacional da moeda nacional. A agência cuida da liquidação diária de cheques e demais documentos que circulam entre as diversas instituições bancárias que funcionam no Brasil.

No entanto, quando você faz uma transferência ou preenche um cheque, ele é processado no Compre com a finalidade de transferir o dinheiro para onde você o enviou. Portanto, o código do banco nada mais é do que um número que identifica a organização e não há margem para erros. Se você olhar a lista completa de códigos, verá que alguns bancos têm mais de um número. É o caso do Itaú, por exemplo. Chama-se Itaú Unibanco, o código é 341 e o nome do Itaú Unibanco Holding é 652. Também está disponível no Bradesco, que vem em várias denominações e números.

Para que serve esse código?

Basicamente, este código é usado para identificar instituições bancárias que atuam nos seguintes negócios: verifique a liquidação; A transferência eletrônica (TED) está disponível; documento de pedido de crédito, comumente conhecido como DOC. Sendo o cheque um meio de pagamento abandonado, podemos dizer que este código se destaca principalmente nas transferências bancárias. É verdade que TED e DOC são operações semelhantes e ambos devem fornecer um número de banco.

Mas é importante saber que existem algumas diferenças entre eles. A primeira dessas diferenças diz respeito ao prazo de indenização. No caso do TED, se for ao horário comercial do banco, o dinheiro chegará na conta de destino no mesmo dia.

Lembre-se, se o TED for feito após o término das atividades da instituição bancária, o dinheiro só será creditado no dia seguinte. As regras de compensação no mesmo dia se aplicam apenas quando a transferência ocorre durante o horário comercial do banco. Isso difere que acontece nas transações DOC, onde o dinheiro só será creditado na conta de destino no dia seguinte. Além disso, por exemplo, se for concluído após as 22h de segunda-feira, ele só poderá ser creditado na conta de destino na quarta-feira. Outra diferença entre as transações envolve os limites de fundos que podem ser enviados. Para o DOC, o valor máximo a ser repassado é de 4.999,99 reais. Por outro lado, o TED permite transferências de mais de 5.000 reais.

Ao fazer uma transferência via TED ou DOC, você precisa ter as seguintes informações em mãos: O nome completo do destinatário; CPF ou CNPJ do beneficiário; Valor da transferência Tipo de conta (corrente ou poupança); número do agente número de conta; O código do banco do beneficiário. Sem todas as informações listadas acima, é impossível realizar operações DOC ou TED, a menos que seja feito diretamente no caixa do banco. É por isso que o código do banco é uma informação essencial e importante nas transações TED e DOC.

Quando informar o código se torna necessário?

Quando queremos transferir dinheiro para outro banco via DOC ou TED, precisamos desses dados. Então, por exemplo, se você tem conta no Banco do Brasil e deseja transferir dinheiro para a Caixa Econômica Federal, deve avisar o código 104. Portanto, ao efetuar a indenização, a localização dos recursos será indiscutível. Certifique-se sempre de verificar esta informação, caso ocorra algum erro a transferência será rejeitada e os fundos serão devolvidos à sua conta.

O que acontece se o cliente der o código errado?

O código do banco deve ser inserido para identificar corretamente a instituição financeira que recebe o pagamento. Em alguns sistemas, como ATM, pode não ser necessário inserir esse código. No entanto, em transações como por meio de banco on-line, isso geralmente é necessário.

Se você fizer uma transferência e inserir o número do banco errado, a transferência pode ser devolvida. Ao realizar operações TED ou DOC, é importante que todos os dados estejam corretos. Afinal, não há verificação automática da correção do nome do destinatário e do CPF ou CNPJ.

Para instituições bancárias com nomes semelhantes, pense no que aconteceria se o código do banco não fosse notificado. Você pode arriscar processar o pagamento para o banco errado.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.