Estudo de caso: o que são e como fazê-lo

0 193

Os estudos de caso estão se tornando cada vez mais populares, principalmente porque são usados ​​como evidência social em estratégias de marketing. Mas não o confunda com um novo instrumento musical. O fato é que estudar situações da vida real que podem alcançar resultados igualmente bem-sucedidos é um método científico comum com vantagens. Entre eles, pule a etapa de tentativa e erro.

O que são Estudos de Caso?

O estudo de caso é um método de pesquisa amplo para um tema específico, que pode ser compreendido de forma mais aprofundada, fornecendo subsídios para novas investigações sobre o mesmo tema.

No planejamento e nos métodos de estudo de caso, o cientista social Robert K. Yin define o estudo de caso como uma estratégia de pesquisa que responde às perguntas “como” e “por que” e presta atenção ao contexto realista do caso atual.

Também a considera uma investigação empírica, incluindo uma abordagem abrangente, incluindo coleta e análise de dados. Mas Yin não é o único autor a dar uma definição de caso. William Good disse que os estudos de caso são um meio de organizar os dados, retendo as características únicas dos objetos de pesquisa.

Posteriormente, detalharemos diferentes tipos de estudos de caso que podem ser aplicados a diferentes campos. Em relação ao marketing, vale ressaltar que os cases são um fenômeno contínuo, utilizados por marcas e empresas como prova social para divulgação de suas soluções.

Por que é importante fazer estudos de caso?

Diferentemente das pesquisas mais gerais, os estudos de caso permitem observar os detalhes da trajetória percorrida por profissionais ou empresas, fornecendo diversos insights. Como Robert Yin enfatizou no livro “Estudos de Caso: Planejamento e Métodos”, esse tipo de pesquisa é interessante para estudar eventos contemporâneos e determinar o comportamento relacionado à ocorrência do evento.

Ao refletir sobre este trabalho, as fonoaudiólogas Laïs de Toledo Krucken Pereira, Dalva Maria Alves Godoy e Denise Terçariol afirmaram: “Do ponto de vista de suas características, os estudos de caso são particularmente úteis para responder às questões de ‘como’ e ‘por que’, pois permitem um estudo aprofundado desse fenômeno.”

Artigos Relacionados
1 De 36

Como se define um Estudo de Caso?

A definição do assunto do estudo de caso varia de acordo com o objetivo do caso. O foco pode ser uma pessoa (individual ou jurídica), um grupo ou um evento. Portanto, o ponto de partida é sempre determinar o alvo a ser estudado. No meio acadêmico, é possível investigar a contribuição de um autor específico para um tema. Na área médica, o estudo dos efeitos de medicamentos ou tratamentos em pacientes, ou um pequeno grupo de pessoas. Em marketing, estude o comportamento de vendas dos produtos em um tempo limitado.

Esses são apenas alguns exemplos para nos ajudar a entender como essa definição é dada. Como característica do caso, a pesquisa nunca se concentra em um grande grupo, pois as recomendações sempre geram um conhecimento profundo sobre coisas específicas. É importante ressaltar que, além desse recurso, os objetivos do estudo de caso também são relevantes.

O conceito de Estudos de Caso

O estudo de caso é utilizado como referência, Ou seja, como ponto de partida ou inspiração para quem quer trabalhar semelhante ao conteúdo do relatório. Ao observar os passos dados por outra pessoa, grupo ou organização, fica mais fácil entender e fazer previsões para evitar erros durante a jornada. Portanto, os estudos de caso podem mostrar não apenas o sucesso, mas também as falhas encontradas na busca de soluções. Ambos podem ser usados ​​como um guia para que empresas, equipes ou profissionais planejem e alcancem seus objetivos com eficácia.

Isso não significa que o relatório deva simplesmente ser copiado para ter sucesso. Afinal, cada situação e problema são únicos, e isso requer pelo menos um momento de adaptação ao negócio ou à carreira. No entanto, sabendo que um método foi testado e aprovado, você pode ter mais certeza quanto à sua aplicação e resultados.

Para que servem os Estudos de Caso?

Normalmente qualquer pesquisa ou investigação começa com um modelo como referência para novos trabalhos. No início, esse era exatamente o objetivo dos estudos de caso: eram modelos de referência. Sabemos que cada caso tem sua particularidade, ou seja, único. Mas a experiência de quem já trilhou um caminho semelhante é repassada para quem está começando agora, reduzindo muito a chance de erro. Por outro lado, os objetivos dos estudos de caso podem variar dependendo do campo de uso.

Por exemplo, ao focar na inovação, mantém suas características de referência e até serve como uma ação de referência a partir da qual as empresas buscam aprender com as melhores práticas do mercado. No campo acadêmico, podem ser usados ​​como pré-requisito para cursos de graduação ou pós-graduação. Nestes casos, eles têm o objetivo de comprovar a capacidade do aluno de investigar problemas e propor soluções.

Deixe um comentário