Consulta opção simples nacional

0 65

No passado, os interessados ​​em abrir o próprio negócio geralmente não tinham os incentivos necessários para isso, porque as categorias disponíveis para o empreendedorismo não eram boas para os pequenos empreendedores.

Porém, para mudar essa situação, é justamente esse tipo de facilidade que apareceu. Uma delas é a implantação do Simples Nacional.

Simples Nacional é um sistema tributário que visa incentivar os brasileiros a abrirem empresas e a conquistarem a tão esperada independência financeira.

Por meio dele, as micro e pequenas empresas podem preencher todos os tributos em uma única guia, sejam eles municipais, estaduais ou federais, ou até mesmo os tributos previdenciários.

Mas como se tornar uma opção simples? Quais são os requisitos? Quem pode ou não pode escolher?

Neste artigo, você encontrará diversas outras informações relacionadas ao Simples Nacional. Para acessar todas essas informações, continue lendo este artigo até o final!

O que é o Simples Nacional?

Conforme mencionado anteriormente, o Simples Nacional é uma forma de tributação totalmente simples que visa facilitar a vida de muitos empresários.

Foi criado em 2007 e reformulado em 2018. Permite que empresas com faturamento anual de até 4,8 milhões de reais recebam tarifas diferenciadas, que variam conforme o faturamento e a área de atuação.

Essa mudança traz enormes benefícios para os empresários, antes disso, eles precisavam arrecadar todos os tributos em diretrizes diferentes, e a alíquota era proporcional aos tributos atribuídos às grandes empresas.

Desta forma, muitas pessoas com boas ideias que precisam desta facilidade abriram muitas portas.

Empresas optantes pelo Simples – pré-requisitos

Por se tratar de um sistema de pagamento para micro e pequenas empresas, existem alguns pré-requisitos necessários para se habilitar a essa categoria, como uma renda anual não superior a 4,8 milhões de reais.

Essas empresas incluem empresas nas áreas de comércio, serviços, indústria, etc.

Confira alguns exemplos de pequenas empresas que podem optar pelo Simples Nacional na lista abaixo:

  • agências de turismo
  • salões de beleza
  • clínicas médicas, odontológicas ou terapêuticas
  • empresas de serviços administrativos, de contabilidade ou de tecnologia
  • lojas virtuais
  • empresas de consultoria

Quais são as empresas que não podem optar pelo SIMPLES Nacional?

No entanto, existem alguns fatores que impedem algumas empresas de optar pelo Simples Nacional. Um deles é a escala, ou seja, médias ou grandes empresas não estão incluídas nesta categoria. Na lista abaixo, você encontrará mais critérios para analisar quando planeja escolher esta forma de pagamento:

  • Os sócios individuais que possuem outras empresas também optam pelos simples, com faturamento total superior a 4,8 milhões de reais;
  • Empresários com outras pessoas jurídicas como sócios;
  • Empreendedores que dividem a receita de outra empresa;
  • Profissionais em atividades relacionadas de instituições financeiras;
  • Empresários com dívidas de impostos e outras despesas;
  • Empresas que possuem filiais ou representantes no exterior.

Como consultar para saber se minha empresa é Optante pelo Simples nacional?

É muito fácil fazer uma consulta do Simples Nacional e saber se você ou alguma outra empresa adota esse esquema.

O primeiro passo é visitar o site oficial da Receita Federal, informar sua empresa ou o CNPJ da empresa que deseja obter as informações e, por fim, clicar em Consultar.

Feito isso, será gerado um documento contendo vários campos, inclusive os relacionados ao Simples Nacional.

Neste local, você pode determinar se a empresa escolhe o plano.

Consulta optante MEI

Além do Simples Nacional para micro e pequenas empresas, existe o SIMEI, sendo o Simples Nacional para microempreendedores individuais.

Este novo sistema foi criado para facilitar a vida dos empresários com registo MEI, permitindo o pagamento dos impostos em prestações fixas mensais.

Nesse caso, independentemente da fatura, o valor é fixo (não pode ultrapassar o limite máximo de R$ 81.000 por ano).

Ao contrário de outras categorias, como micro e pequenas empresas, seu valor é definido em termos de receita.

Portanto, essas outras categorias de pagamentos mensais são flutuantes e esses pagamentos são baseados na renda do mês relevante.

No entanto, o IRS analisa alguns padrões todos os anos para verificar se a empresa ainda está em conformidade com o sistema SIMEI.

Passo a passo para consultar se uma empresa é optante pelo Simples Nacional

Além do Simples Nacional para micro e pequenas empresas, existe o SIMEI, sendo o Simples Nacional para microempreendedores individuais.

Para consultar a empresa que opta pelo Simples MEI, basta acessar o site oficial do Simples Nacional, clicar na opção que envolve o SIMEI e, em seguida, clicar no botão “Consultar Seleção”.

Feito isso, uma nova página será aberta onde você pode inserir CNPJ e caracteres de verificação anti-robô. Depois é só selecionar a opção “Consultar” e a página será direcionada para o resultado.

No campo “Status”, caso ela ainda faça parte dele, pode-se verificar a permanência do sistema, inclusive a data de entrada.

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More