Conheca os beneficios MEI Conheça os benefícios de ser um MEI

Conheça os benefícios de ser um MEI

Conheça os benefícios de ser um MEI

Provavelmente você já tenha se deparado com a famosa e muito utilizada entre os meios de formalização de uma empresa, MEI é a sigla de Microempreendedor Individual. Microempreendedorismo se trata do primeiro campo para a formação da maioria dos empreendedores. 

Tornou-se natural se deparar com pessoas que iniciaram ou estão dispostas a iniciar seu próprio negócio, com o objetivo de criar sua própria empresa e ter a sua disposição uma boa quantia de lucros. O número de interessados na área de microempreendedorismo cresceu bastante ao decorrer dos anos e, conforme o Governo Federal, estes microempreendedores individuais formam 56,7% do total dos negócios no país, totalizando um número maior que a metade das firmas no Brasil. 

Em viés do crescimento considerável que se deu nestes últimos anos, o MEI foi justamente criado com o propósito de regularizar a situação destes profissionais informais. 

Quais as vantagens de ser um MEI?

Ao se cadastrar no MEI, o profissional que antes se encontrava em uma situação informal, passa a se tornar um empreendedor formalizado. Por ser justamente um profissional formal, agora o capacitado consegue usufruir de vantagens que antes não tinha direito. 

Quando se cadastra como um MEI, você tem agora seu CNPJ e agora possui facilidade em abrir contas bancárias, pedidos de empréstimos e, claro, obrigações de uma pessoa jurídica. Também ao solicitar seu CNPJ como microempreendedor individual, é possível agora desfrutar dos benefícios do INSS. 

O profissional do MEI usufrui dos mais variados benefícios, mas os principais são: 

  • Auxílio-maternidade;
  • Pensão por morte;
  • Aposentadoria;
  • Enquadrado no Simples Nacional, portanto isento de tributos federais;
  • Conta com cobertura da Previdência Social para o capacitado e sua família.

Claro que há requisitos a serem cumpridos, com o objetivo de regularizar o programa, para ter o direito a se juntar ao MEI. Requisitos como: 

  • Renda anual de até 81 mil ou R$ 6.750 mensal;
  • Não possuir participação como sócio, administrador ou titular de outra empresa;
  • Possuir, no máximo, um empregado contratado que receba salário-mínimo. 

Para se cadastrar, basta apenas acessar o site do Governo Federal e ir à área de “Empresa, Indústria e Comércio” e se direcionar até “Cadastrar Microempreendedor Individual”. 

Quais os custos de se tornar um Microempreendedor Individual?

Assim como os investimentos, há custos para se tornar membro do Microempreendedor Individual (MEI). Uma de duas despesas é o pagamento mensal do Simples Nacional. 

Vale realçar que os valores de impostos e taxas podem variar de acordo com uma determinada área de atuação do microempreendedor. 

A formalização ocorre principalmente em três grandes campos:

  • Comércio ou Indústria: R$ 56,00;
  • Prestação de Serviços: R$ 60,00;
  • Comércio e Serviços juntos: R$ 61,00. 

O pagamento é feito mensalmente por meio do Documento de Arrecadação do Simples Nacional (DAS). Mensalmente é gerado um boleto que já inclui a contribuição ao INSS e os tributos. 


Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *