Como escolher sua corretora de investimentos?

0 81

Hoje vamos tratar sobre corretora de investimentos, tirar dúvidas e como simplificar esse processo para uma pessoa física que quer investir.

Algumas pessoas buscam investir em ações, títulos e diversos outros produtos do mercado financeiro, mas não sabem por onde começar, ou não querem enfrentar a burocracia exigida para investir na bolsa de valores, por exemplo.

Para tanto, existem as corretoras de investimentos, que atuam como um intermédio entre o mercado financeiro e as pessoas físicas que desejam investir e obter um retorno financeiro. É possível, também, realizar o investimento por meio das instituições tradicionais, como os bancos.

As duas alternativas possuem vantagens e desvantagens, tudo depende dos objetivos financeiros que você, enquanto cliente, deseja alcançar após iniciar a sua jornada no mundo financeiro.

Confira, logo abaixo, o que é uma corretora de investimentos, como contratar esse serviço, quais são as principais diferenças entre as corretoras de investimentos e os bancos tradicionais.

O que é uma corretora de investimentos?

Uma corretora de investimentos nada mais é do que um intermédio entre o investidor e o mercado financeiro. Pessoas físicas não podem investir de maneira direta, é necessário passar por diversas fiscalizações por parte dos órgãos responsáveis, e a corretora de investimentos é — costumeiramente — uma instituição regulamentada para realizar essa ponte.

O que é uma corretora de investimentos?
Coretora de investimento como funciona.
Fonte/Reprodução: original.

É através das corretoras de investimentos que as pessoas físicas são capazes de investir em:

  • Títulos (públicos ou privados);
  • Certificados de Depósitos Bancários (ou, simplesmente, CDBs);
  • Fundos de investimentos;
  • Ações.

A corretora precisa estar devidamente regulamentada para que você possa começar a investir e não cair em golpes de estelionatários disfarçados de corretoras de investimentos.

Para que serve a corretora de investimentos?

O principal objetivo da corretora de investimentos é atuar como uma ligação entre o mercado financeiro e investidores que sejam pessoa física. Já que pessoas físicas, para investirem de maneira direta, necessitam passar por um enorme processo burocrático, a corretora atua como uma catalisadora do processo.

A corretora estuda o perfil investidor do cliente e oferece os melhores títulos e produtos a serem investidos, quais possuem maior rentabilidade para o investidor, e já descarta as possibilidades menos favoráveis.

A corretora pode oferecer produtos do Tesouro Direto; investimentos na Letra de Crédito Imobiliário (LCI); letra de crédito do agronegócio (LCA); certificados de depósitos bancários (CDB) e até mesmo debêntures (empréstimos ligados a empresas de grande porte).

As corretoras de investimento podem ser independentes ou ligadas a bancos tradicionais. Embora os procedimentos realizados para o cadastro nas corretoras seja o mesmo, independente dela estar ligada a uma instituição financeira ou não, é preciso estar atento às possíveis taxas cobradas quando são ligadas às instituições financeiras.

Como é o funcionamento da corretora de investimentos?

Uma boa corretora de investimentos não está limitada a distribuir aplicações para que os investimentos sejam realizados, mas também realiza a análise do perfil de cada investidor e propõe as melhores opções, as mais rentáveis e as que atendam às necessidades do investidor.

Em algumas corretoras, é possível realizar consultorias para ser melhor aconselhado na hora de investir, além de carteiras administradas por especialistas do mercado financeiro, para que a sua experiência enquanto investidor seja a melhor possível, e sua única preocupação seja o rendimento.

Como escolher uma corretora de investimentos confiável?

Uma das maiores preocupações por parte de quem quer começar a investir é a segurança do seu patrimônio financeiro, e não é para menos! Portanto, é importante verificar se a corretora de investimentos está de acordo com os órgãos regulamentadores e conferir os documentos disponíveis pela empresa.

Como escolher uma corretora de investimentos confiável?
Corretora confiável.
Fonte/Reprodução: original.

É importante pesquisar bem antes de decidir em qual corretora abrir uma conta, pois é o seu dinheiro que será investido e, também, a corretora ideal pode fazer render o seu dinheiro de maneira mais inteligente e satisfatória.

Muitas corretoras disponibilizam a abertura de contas de maneira gratuita, mas abrir uma sem desembolsar para isso não é o único critério a ser usado na hora de escolher a sua corretora de investimentos. Confira, logo abaixo, alguns critérios que devem ser levados em conta antes de escolher a sua:

Portfólio de produtos e aplicações

Esteja atento ao portfólio da corretora, e a quais aplicações ela oferta. Uma corretora que traz oportunidades interessantes para o seu perfil investidor é um dos principais motivos para escolher ou descartar determinada empresa.

Algumas corretoras oferecem carteiras diversas — cada uma com um objetivo diferente, e com prazos diferentes conforme os seus objetivos financeiros.

Custo dos serviços

Para não cair em ciladas de corretoras de investimentos, também é importante averiguar quais são os custos cobrados pelo serviço realizado. Algumas corretoras cobram apenas uma taxa segundo o patrimônio investido, enquanto algumas outras ainda cobram taxas de administração e de performance.

Alinhamento com os interesses do cliente

Algumas corretoras de investimentos cobram uma taxa de rebate — isto é, uma comissão para remunerar o banco, corretoras e/ou agentes autônomos responsáveis por realizar a ponte entre você, investidor, e o mercado financeiro.

Esta taxa pode gerar uma problemática válida de ser questionada antes de abrir a conta: esta taxa será cobrada e indicará as melhores opções para o cliente, ou pensa apenas nas alternativas que oferecerão uma maior comissão para a corretora?

Outras corretoras cobram apenas a taxa de gestão, sem lucrar com a escolha dos investidores, cobram apenas pelo intermédio entre os clientes e o mercado financeiro.

A não presença dessas taxas, não necessariamente, indicam um melhor serviço, então é preciso estar atento a quais corretoras — independente das taxas cobradas — atendem às suas necessidades financeiras.

Qualidade da plataforma oferecida pela corretora

É importante que a plataforma da corretora seja prática, eficiente e também intuitiva. As informações necessárias precisam estar sempre ao alcance do investidor, para tornar os seus investimentos sem perder tempo.

Serviços exclusivos e atendimento personalizado

Atente-se ao atendimento que a corretora dá ao seu perfil investidor, se ela recomenda carteiras baseadas nos seus objetivos financeiros e indica as melhores opções para aquele momento específico da sua vida.

Algumas corretoras ainda oferecem a alternativa de rebalanceamento ativo da carteira, o que faz com o que o investidor possa visualizar o crescimento da sua carteira sem a preocupação de detalhes específicos, que tornam os investimentos tão difíceis para pessoas leigas.

Equipe de suporte e apoio educacional

Para investir, é necessário estar por dentro do que acontece no mercado financeiro e como ele funciona. É importante que a corretora escolhida ofereça uma equipe para lhe orientar durante o processo de aplicações, e assim, você se tornará um investidor mais assertivo sobre onde e quando investir.

Comissão de Valores Mobiliários

A Comissão de Valores Mobiliários — ou, simplesmente, CVM — é responsável por fiscalizar o mercado mobiliário, como o próprio nome já sugere. Através do site da CVM é possível verificar se a corretora escolhida está nas normas da fiscalização.

Para tanto, busque a corretora de investimentos escolhida e selecione “Situação” no relatório, caso informe “Em funcionamento normal” está tudo nos conformes. No mesmo site, também é possível conferir quais são as corretoras impedidas de atuar no mercado.

Anbima

A Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima) é quem regulamenta se as entidades financeiras possuem códigos definidos para a melhoria dos setores.

Para verificar se a corretora de investimentos escolhida está a par da regulamentação exigida pela Anbima, basta acessar o site, e de lá, é possível buscar a corretora através da ordem alfabética ou realizar uma pesquisa.

Autorização do Banco Central brasileiro para corretora de investimentos

O Banco Central é o principal órgão de fiscalização e regulamentação de todas as instituições financeiras do Brasil. Através do site do BC, é possível verificar a situação da corretora escolhida e verificar se está tudo em dia.

Para tanto, é necessário acessar o site do Banco Central, buscar pelo nome da corretora de investimentos em questão, e selecionar o campo “Situação” para verificar o status da empresa.

Custódia

O custodiante, isto é, aquele que retém a custódia dos títulos, atua como um guardião legal dos valores mobiliários e títulos, o que garante a sua propriedade.

Para que o custodiante exerça sua função, é necessário ter a autorização do Banco Central do Brasil, e normalmente, é outra instituição financeira — como um banco, mas pode ser qualquer outra instituição financeira tradicional.

Quais oportunidades tenho abrindo conta com corretora de investimentos?

Em uma corretora de investimentos, os produtos ofertados visam oferecer as melhores oportunidades para os clientes, os produtos de maior rentabilidade e com certeza haverão mais opções alinhadas com os seus interesses e o seu perfil de investidor.

Nos bancos tradicionais, as melhores ofertas são oferecidas apenas aos clientes de maior prestígio, e quase sempre são opções que não compensam para o investidor. Além disso, por muitas vezes, os bancos adquirem algum lucro através do seu investimento, não sendo apenas uma ponte para o mercado financeiro — como é o caso das corretoras.

Qual a diferença entre a corretora de investimentos e os investimentos bancários?

Ambas as alternativas têm suas vantagens e desvantagens, tudo depende de quais são os seus objetivos financeiros e quanto você está disposto a investir.

Transferências automáticas podem ser melhor aproveitadas através das instituições financeiras tradicionais, embora suas taxas sejam mais elevadas e o banco ainda cobre algumas outras para adquirir um determinado lucro sobre as suas ações.

Agora, se o seu objetivo é ter rendimentos significativos e auxílio para ter o seu perfil de investidor averiguado na busca das melhores opções de produtos para você, a corretora de investimentos pode ser a melhor alternativa.

Como é realizada a contratação de uma corretora de investimentos?

Preencha o formulário (normalmente disponível no site da própria corretora) com seus dados e responda um questionário para a corretora traçar o seu perfil investidor. Alguns dados como CPF, RG, CNH ou até mesmo passaporte (para comprovação da sua identidade) também são solicitados.

Segundo, é necessário realizar o depósito na conta informada pela corretora. As corretoras cobram taxas para a realização da compra da aplicação, que será descontada automaticamente ou no início da operação, durante o período de investimento do dinheiro ou no final da operação.

Após essas etapas, basta escolher o ativo em que deseja apostar, observar o rendimento do seu dinheiro e se planejar para o próximo investimento que concorde com os seus objetivos enquanto investidor!

A escolha entre uma instituição financeira tradicional (bancos, por exemplo) e corretoras de investimentos dependem, como vimos, dos objetivos financeiros almejados pelo cliente investidor.

As corretoras costumam oferecer juros mais baixos, não lucram em cima das ações compradas pelos próprios clientes e tornam o processo de investir muito mais simples e dinâmico.

Já os bancos, além de poderem lucrar com os ativos comprados, podem apresentar taxas abusivas ou correspondentes à remuneração dos funcionários que estão por trás da ponte entre o mercado financeiro e o investidor, embora o retorno financeiro seja bem interessante para alguns.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

DMCA.com Protection Status