Como abrir um investimento para os filhos

0 6

Uma das preocupações de muitos pais é garantir que seus filhos tenham um futuro pacífico. Afinal, garantir as mensalidades da faculdade ou as reservas financeiras pode ter um grande impacto para quem está iniciando a vida. A boa notícia é que os pais têm tempo suficiente para fazer esses investimentos porque seus filhos nascem.

Primeiro passo é abrir uma conta numa corretora

Em primeiro lugar, é necessário destacar que você pode abrir uma conta para menores na corretora. A maior vantagem é que, em caso de morte de um dos pais, os recursos investidos no nome da criança não entrarão no inventário. Andreia Fernanda, economista da Rico Foco Consultoria, explica: “Hoje, muitas pessoas ainda investem nos filhos em nome próprio. Se ocorrer a morte, conforme a lei, esse dinheiro será contado e distribuído entre os dependentes”. Após abrir uma conta em uma corretora, você pode investir em todos os produtos do Tesouro Direto, renda fixa e ações.

Fuja da poupança

Embora economizar ainda seja um dos investimentos mais populares para os brasileiros, não é uma boa escolha. Isso porque a rentabilidade está muito baixa, principalmente no período de baixa Selic. Em uma época como esta, a Selic está em um patamar historicamente baixo e até perderá para a inflação.

“Os títulos diretos do Tesouro têm rendimentos mais elevados, mesmo sem incidência de impostos sobre a caderneta de poupança. São ainda mais seguros”, enfatiza Elias Wiggers, consultor de investimentos da EQI.

Segundo Andrea, até recentemente, a única maneira de abrir uma conta em nome do filho era abrir uma caderneta de poupança.

“É por isso que muita gente pensa que essa ainda é a única solução além da previdência”, explicou. Porém, como vimos acima, agora é possível obter diferentes tipos de investimentos em favor das crianças.

Uma vez que o acúmulo de riqueza das crianças é de médio a longo prazo, os pais podem escolher investimentos mais arriscados. Afinal, a reserva de emergência da criança são os pais. Ou seja, o dinheiro doado aos filhos só tem a função de ser gasto com antecedência. As opções mais interessantes com essa característica incluem títulos diretos do Tesouro de médio e longo prazo, fundos multimercados e ações. “Na verdade, isso significa que a carteira da criança pode ser muito diferente da carteira dos pais”, enfatizou o economista.

Investimentos em Tesouro Prefixado

Tesouro Direto é um programa nacional do Ministério das Finanças desenvolvido para permitir que indivíduos comprem títulos do governo. O investimento direto em tesouraria é considerado um investimento de baixo risco no mercado.

Entre os títulos diretos do tesouro, uma boa opção de longo prazo são os títulos do tesouro fixos. Esse título oferece uma taxa fixa de retorno e uma data de vencimento fixa. Desta forma, você poderá saber exatamente quanto receberá no prazo combinado. Para quem pode esperar até a data de vencimento do título, o risco é quase inexistente. Para as pessoas que resgatam antecipadamente, existe um risco porque o preço oscila todos os dias.

Aqueles que escolhem títulos do Tesouro com prefixo de prazo mais longo geralmente obtêm taxas de juros interessantes. Atualmente, existem opções de títulos do tesouro fixos com vencimento em 2023 e 2026, e existem opções que pagam juros semestralmente em 2031.

Investimentos em Tesouro IPCA

Pelo mesmo motivo, o IPCA Ministério da Fazenda também é uma boa escolha. Este título também faz parte do Tesouro Direto. Sua rentabilidade está atrelada à inflação e a cupons fixos. A maior vantagem é que esse investimento garante renda acima da inflação. Assim como os títulos prefixados, os títulos com vencimentos mais longos são mais interessantes.

Mas também é necessário manter o investimento até o final do prazo para obter o resultado abrangente no momento da compra. Atualmente, as opções de títulos do tesouro do IPCA têm vencimentos em 2026, 2035, 2045 e 2055, sendo que este último paga juros semestralmente.

Previdência privada

Embora muitas pessoas pensem que a previdência privada é um projeto de aposentadoria, também é uma opção para outros investimentos de longo prazo. Funciona da seguinte forma: você faz contribuições por um determinado período a cada mês e, em seguida, paga a quantia. Indica que o valor não será recuperado em um curto espaço de tempo.

Andrea acredita ser importante analisar a carteira de investimentos selecionada e as taxas de administração de fundos de pensão. “Colocar dinheiro na previdência social, escolher um fundo conservador de altas taxas de juros é inútil. É preciso considerar pelo menos a lucratividade de longo prazo e líquida que supera a inflação”, explicou.

Fundos de Investimento

O fundo de investimento funciona como um apartamento de investidor, e todos contribuem com recursos, que serão utilizados por especialistas (gestores) ou instituições. Então, de acordo com a proporção do investimento de cada participante, a receita será distribuída aos participantes.

Os fundos de investimento podem ser compostos por diferentes ativos. Entre eles, ações, títulos do tesouro, derivativos, moedas e investimentos estrangeiros. Diante de tantas possibilidades, os fundos precisam cumprir uma série de regras para proteger os investidores.

Considerando o futuro do seu filho, um fundo multimercado é uma boa escolha. Isso porque eles investem em uma cesta diversificada de ativos.

Uma carteira de ações para seus filhos

Uma carteira de ações de longo prazo pode ser uma boa ideia. Afinal, comprar ações significa se tornar um parceiro da empresa e se beneficiar com seu crescimento e distribuição de lucros. No entanto, investir diretamente em ações exige mais conhecimento dos investidores. É muito importante entender a investida, seu ramo de atividade e as perspectivas futuras.

Outras opções na renda variável

Para quem acha que não é seguro investir em ações de empresas, outra opção é investir no Ibovespa. Ou seja, na carteira das principais ações em bolsa. Para tanto, a solução é investir em fundos de índice (ETFs) que reproduzam o comportamento do índice.

No que diz respeito ao Ibovespa, o mais conhecido ETF é o BOVA11. Vale ressaltar que, a partir de setembro de 2020, os investimentos em Brazilian Depository Receipts (BDR) foram emitidos para qualquer pessoa. Antes disso, o plano alternativo era válido apenas para investidores qualificados.

Segundo economistas do Rico Foco, se a conta júnior da corretora também oferece essa opção, os pais devem ficar atentos a essa opção.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.