its my very my 32 1 Código de defesa do consumidor propaganda enganosa

Código de defesa do consumidor propaganda enganosa

De acordo com o Artigo 37 da Lei Criminal da República Popular da China, quando um anúncio engana os consumidores, ele é considerado enganoso. Em outras palavras, quando traz informações falsas, faz com que os clientes em potencial tenham um entendimento incorreto dos produtos fornecidos. Compreendo:

§ 1º Qualquer tipo de informação ou comunicação de característica de publicidade, total ou parcialmente falsa, ou de qualquer outra forma, ou mesmo omitida, pode enganar os consumidores em termos de natureza, características, qualidade, quantidade e características, e é enganosa, fonte, preço e Quaisquer outros dados sobre produtos e serviços.

Neste sentido, é da responsabilidade do fornecedor insistir na autenticidade das informações que suportam as informações do anúncio. Se o responsável pelo anúncio não puder provar a razoabilidade das informações divulgadas, o CDC aplicará pena de prisão de 1 a 6 meses ou multa.

O que é propaganda enganosa?

Além do conteúdo publicitário, as diretrizes também enfatizam a importância de como comunicar o conteúdo publicitário. O artigo 36.º defende o direito dos consumidores de perceberem o conteúdo apresentado como publicidade de forma simples e direta.

Os dispositivos da Lei nº 4.680 / 1966 fornecem mais instruções e normas para a produção publicitária. Embora tenha sido promulgado na década de 1960, ainda é válido e suas diretrizes devem ser aceitas pela indústria da publicidade (instituições, profissionais de comunicação e anunciantes em geral).

capa dow Código de defesa do consumidor propaganda enganosa

As disposições do artigo 17 desta Lei sobre a ética profissional dos anunciantes listam o seguinte em algumas de suas atribuições:

Publique o preço real e as condições de pagamento;

Crie anúncios sem alterar os detalhes, gráficos ou texto dos produtos, ou serviços prestados;

Apenas eventos reais e de qualidade e testemunhos verificados são divulgados.

O CDC estipula que os responsáveis ​​pela produção ou promoção de anúncios falsos são punidos com pena de prisão e multa de três meses a um ano.

Propaganda abusiva

Existe outro tipo de publicidade que, além de ferir os direitos do consumidor, também atinge seus direitos básicos como pessoa: o abuso. Se consegue ofender indivíduos ou grupos sociais ou usar qualquer um de seus pontos fracos para promover produtos ou serviços. eles são:

Publicidade discriminatória: com base em raça, sexo, orientação sexual, religião ou características de classe social, faça qualquer anúncio que discrimine ou ofenda diretamente indivíduos ou grupos.

Por exemplo, isso é adequado para aqueles que objetificam as mulheres. Incentive a violência (como informações agressivas ou relacionadas à guerra) ou explore o medo, ou a superstição pública. Anúncios infantis que usam a falta de julgamento das crianças.

pdf codigo de defesa do consumidor Código de defesa do consumidor propaganda enganosa

Além dessa prática considerada abuso pelo CDC, o Marco Legal da Primeira Infância (Lei nº 13.257 / 2016) também protege as crianças de qualquer violência ou pressão do consumidor;

A propaganda anti-ambiental pode encorajar violações das leis ambientais, como poluição, desmatamento ilegal e resíduos;

Um comportamento que causa insegurança e pode encorajar os consumidores a adotar comportamentos perigosos ou prejudicar sua saúde, ou segurança.

Por exemplo, em 2012, a Mattel foi multada em 534 mil reais pelo uso de secadores de cabelo e cuidados com bebês para bonecas Barbie em propagandas. Essas escolhas são consideradas inadequadas porque exageram a atenção à aparência das crianças e as fazem se integrar ao mundo adulto prematuramente.

Propaganda omissiva

Por outro lado, esta propaganda enganosa engana os consumidores ao omitir informações básicas. Por exemplo, isso pode acontecer quando os consumidores não conhecem certos valores ao adquirir serviços ou quando compram produtos cujos ingredientes não são totalmente compreendidos.

A última situação pode ser muito perigosa para pessoas com alergias ou restrições alimentares, como pessoas com diabetes ou intolerância à lactose. Por exemplo, se um produto indica que é “livre de lactose”, mas não é, o consumidor intolerante que o consome pode ter efeitos colaterais.

cdc Código de defesa do consumidor propaganda enganosa

No entanto, deve ser entendido que nem todas as omissões de informações serão consideradas anúncios enganosos. Cada caso deve ser analisado separadamente. Como enfatizamos, a informação em questão deve ser sobre certas qualidades básicas do produto ou serviço que impedirão o consumidor de compreender plenamente o que está comprando.

O que fazer diante de uma propaganda enganosa?

Você encontrou possíveis anúncios enganosos? Ou você adquiriu um produto, ou serviço que apresenta indícios dessa prática? Nesse caso, o consumidor pode tentar entrar em contato diretamente com o vendedor e solicitar uma ação. O artigo 35 do CDC permite exigir que os fornecedores cumpram uma das seguintes alternativas:

I – exigir o cumprimento forçado da obrigação, nos termos da oferta, apresentação ou publicidade;
II – aceitar outro produto ou prestação de serviço equivalente;
III – rescindir o contrato, com direito à restituição de quantia eventualmente antecipada, monetariamente atualizada, e a perdas e danos.

Caso seu direito não seja cumprido procure os órgãos de direitos do consumidor e faça valer os seus direitos.

O que é a contrapropaganda?

A implementação de anti-publicidade é responsabilidade do fornecedor ao publicar anúncios enganosos. A anti-propaganda visa eliminar o impacto negativo causado por anúncios falsos, e corrigir as informações é benéfico para os consumidores. Em seu Artigo 60, o CDC exige que os fornecedores o anunciem da mesma forma que o anúncio original.

Ou seja, por exemplo, se o anúncio de uma marca em um canal de TV se revelar enganoso, abusivo ou omisso, o responsável é obrigado a transmitir uma nova versão com correções no mesmo veículo e tempo de transmissão.


Comments

Uma resposta para “Código de defesa do consumidor propaganda enganosa”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *