Bloco econômico: quais os principais e como eles funcionam?

bloco econômico quais os principais e como eles funcionam

Mercosul, NAFTA e União Europeia, são alguns dos muitos blocos econômicos existentes na atualidade. Você já deve ter ouvido falar de algum desses blocos econômicos ou dessas associações em noticiários.

Hoje nós iremos te mostrar como eles desempenham um papel importantíssimo para o desenvolvimento regional e internacional dos países, pois mediante cooperações e acordos em torno da redução ou eliminação de algumas barreiras para os estados que os integram, visa-se dinamizar o comércio e a economia de cada nação.

Venha conosco, preparamos uma matéria sobre esse assunto especialmente para você!

O que é um bloco econômico?

Bloco econômico se refere a associações de países, cujo principal intuito é a formação de um mercado regional em comum, com facilidades tarifárias e/ou de circulação, para o fomento do comércio e o desenvolvimento econômico dos membros.

o que e um bloco economico 1
Fonte/Reprodução: original.

Os países membros de determinado bloco dinamizam suas economias na medida em que acordam as reduções de tarifas entre si para importação e exportação, livre circulação de mercadorias e pessoas e, em alguns casos, a adoção de uma moeda exclusiva que circula entre seus membros.

Quais são os principais blocos econômicos?

Existe uma série de blocos econômicos espalhados ao redor do globo, cada um com diferentes países como membros, além de características e acordos distintos. Mas é possível destacar alguns como mais fortes.

quais sao os principais blocos economicos
Fonte/Reprodução: original.

A União Europeia é um dos maiores blocos de cooperação econômica e política, sendo formado por 28 estados. Sua principal característica é o mercado comum entre os países que fazem parte deste bloco econômico, ou seja, retirada de tarifas aduaneiras (tarifas e/ou impostos que são aplicados à importação ou exportação de mercadorias), além da livre circulação de bens, mercadorias e pessoas.

Existe o Mercado Comum do Sul (Mercosul), uma associação econômica aduaneira e de livre comércio existente entre países da América do Sul. Atualmente seus países membros são o Brasil, Paraguai, Uruguai, Argentina e Venezuela, além de outros estados nações que participam como associados secundários.

North American Free Trade Agreement (NAFTA), ou em tradução literal do português Tratado Norte-Americano de Livre-Comércio, é o bloco econômico de livre comércio formado pelos 3 países da América do Norte: EUA, México e Canadá.

Qual é a importância dos blocos econômicos?

Os blocos econômicos auxiliam os países membros a se desenvolverem internamente e se manterem em condições favoráveis de produtividade e competitividade no mercado internacional.

Os blocos econômicos são importantes porque facilitam as trocas comerciais, dão a oportunidade de celebrar negócios mais rentáveis, e eliminam algumas barreiras e restrições. A partir deles, os países membros podem fazer trocas e negociações entre si mais facilmente, estimulando o crescimento econômico.

Países específicos são bons produtores e comerciantes de produtos específicos. Como exemplo temos o Brasil, grande exportador de produtos agrícolas como a soja e o milho, mas que, em contrapartida, não possui um setor tecnológico tão fortalecido para promover exportações.

Como funcionam os blocos econômicos?

Os blocos econômicos dividem-se comumente em 4 classificações. Cada classificação determina o nível de integração e funcionamento dos países membros, assim como, o nível de elementos acordados. As principais classificações são:

  • Zona de Livre Comércio: onde as tarifas aduaneiras entre os países membros do bloco econômico são reduzidas ou extintas;
  • União Aduaneira: nela os países membros passam a adotar uma Tarifa Externa Comum (TEC) em suas importações e exportações;
  • Mercado Comum: aqui os países membros cooperam e funcionam de maneira mais integrada. Além da eliminação das tarifas aduaneiras, também acordam pela circulação total de bens, capitais, mercadorias e pessoas;
  • União Econômica e Monetária: é quando os países conseguem estabelecer uma moeda única de circulação entre eles.

Além disso, países membros dos blocos econômicos também podem propor incentivos fiscais para a instalação de empresas de seus associados, o que auxilia na geração de empregos e na movimentação da economia.

Quais são as vantagens e desvantagens de um bloco econômico?

Existem inúmeras vantagens de participar de um bloco econômico, entre elas o desenvolvimento de países menores frente ao cenário internacional, pois ao realizar a redução, extinção de tarifas, ou até mesmo a adoção de tarifas únicas para o bloco, os países reduzem seus custos e aumentam seu percentual de lucros.

quais sao as vantagens e desvantagens de um bloco economico 1
Fonte/Reprodução: original.

Todavia, algumas desvantagens existem. Por exemplo, para aqueles países membros que não possuem um mercado interno tão forte e consolidado, com a redução ou extinção das tarifas, seus poucos produtos de exportação são desvalorizados.

Dessa maneira, é possível perceber que existem elementos favoráveis e desfavoráveis em um bloco econômico. Entretanto, é inegável a maturidade econômica e a força competitiva que os países membros adquirem ao se integrarem e cooperarem junto aos blocos econômicos, destacando assim, a importância da existência destes na perspectiva global.

Compartilhar:

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn
O cartão Mastercard Platinum é um dos mais completos do Brasil. Confira os benefícios e veja se ele é uma opção para seu perfil!...
Descubra os 7 passos para implantar o que é Customer Success na sua empresa, a melhor estratégia de vendas e atendimento focadas na satisfação...
Será que o cartão de crédito Digio é uma boa opção para você? Confira agora a avaliação completa sobre ele....

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia Também

Categorias Populares

Calculadora

Geradores

Bancos

Documento

Bitcoin

Tecnologia

Beneficios

Governo