Auxílio tecnológico: denúncias e queixas sobre o projeto

0

O Auxílio Tecnológico, projeto criado pelo governo estadual para garantir equipamentos aos profissionais da educação ao longo da pandemia de Covid-19, vem sendo alvo de críticas e reclamações.

 Isso se justifica porque os profissionais da área alegam preços altos e a nota fiscal é garantida apenas para um só período do ano.  Além disso, o valor prometido ainda não foi aplicado para funcionários da Fundação Cecierj. 

Agora, o Sindicato Estadual dos Profissionais da Educação (Sepe) ficou encarregado do registro da denúncia no Ministério Público (MP-RJ) para averiguação.

O que é o auxílio tecnológico?

O Auxílio Tecnológico é um projeto criado pela Secretaria Municipal da cidade do Rio de Janeiro. Ele tem o objetivo de disponibilizar o valor de duas parcelas de R $1.500 para que a categoria aplique em equipamentos voltados ao ensino remoto. 

Auxílio tecnológico denúncias e queixas sobre o projeto (2)
Fonte/Reprodução: original

O projeto é concebido com a utilização de recursos do FUNDEB e impostos. O Auxílio Tecnológico é destinado principalmente para professores temporários e efetivos, docentes, recreadores e outros profissionais da área de educação, como por exemplo os que desempenham atividades de orientação, inspeção e supervisão Escolar. 

Para que os trabalhadores da área da educação garantam o auxílio, é necessário que tenham lotação na Secretaria Municipal ou em atividades em escolas da Rede Municipal de Ensino.

Quais são as denúncias envolta do auxílio tecnológico?

De acordo com os profissionais da área da educação, além do seu valor, o benefício só aceita nota fiscal com compras nesse período do ano. Para eles, isso é considerado um empecilho na compra dos equipamentos necessários, como computadores, microfones e câmeras.   

O sindicato que representa a categoria efetuou um ato em frente a Secretaria da Educação, mas ainda assim o acordo não foi firmado. A denúncia foi protocolada e ainda fica no aguardo de uma resposta.

A Seeduc comunicou por meio de uma nota que foi depositado o valor de R $3 mil para cerca de 54.146 servidores da educação. Todas as notas fiscais do período de julho a dezembro deste ano poderão ser usadas. Porém, é necessário que contenha o nome do servidor beneficiário. 

Qual é o intuito do auxílio?

O intuito do Auxílio Tecnológico é realizar a compensação da compra de equipamentos voltados para aulas remotas e híbridas, realizada pelos profissionais da educação no período da pandemia. O valor de R $3 mil é investido para que cada servidor consiga adquirir os materiais base para realização das aulas, como notebook ou computadores, câmeras e microfones. 

A Seeduc destaca que não é preciso que o servidor compre equipamentos com o mesmo valor que está recebendo, porém é de extrema importância que siga as especificações técnicas definidas pela Secretaria.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

DMCA.com Protection Status