Auxílio Brasil irá oferecer crédito especial para segurados

O novo programa visa atender cerca de 16 milhões de brasileiros a partir de novembro!

0 52

Será assegurado aos beneficiários do Bolsa Família uma linha especial de crédito tendo os juros reduzidos e oferecido pela Caixa Econômica Federal. Está previsto para começar a funcionar no mês de novembro e atenderá cerca de 16 milhões de famílias.

Quem se beneficia com esse crédito?

Famílias que possuem nome negativado e sem qualquer tipo de opção, que acabam recorrendo aos empréstimos em instituições financeiras com os juros altos. Há de considerar que apenas essas instituições saem no lucro, visto que cobram cerca de 20% de juros ao mês.

O que é o Auxílio Brasil?

Esse benefício irá ampliar o Bolsa Família e as famílias que recebiam o benefício do programa. Será feito o máximo possível de recursos que garantirão o reajuste de 50% desse valor atual e aperfeiçoará e programa aos brasileiros que estão vulneráveis.

O Auxílio Brasil virá para ficar no lugar do Bolsa Família e com ele trará novas oportunidades para crianças e jovens em diversas áreas, sejam esportivas ou científicas. Isso ajudará as pessoas mais carentes a saírem das áreas de extrema pobreza.

No dia 9/8 o presidente Jair Bolsonaro junto do Ministro da Cidadania entregaram a Medida Provisória. Com o final do Auxílio Emergencial no mês de outubro será necessário algo que fique no lugar e ajude aqueles que mais necessitarão com o término do Auxílio.

O presidente age de forma antecipada para poder proteger todos os que serão afetados e dessa forma, apoiá-los na superação da pobreza e extrema pobreza. O Auxílio Brasil está um passo adiante do Bolsa Família que é limitado aos benefícios. A qualidade de vida será melhor e farão com que essas pessoas consigam ter autonomia.

Com essa mudança, o Ministro da Cidadania ainda prevê a inserção de jovens e adultos no mercado de trabalho e com isso, articular políticas para dar assistência social tendo ações de inclusão, empreendedorismo e dessa forma ter entrada na economia.

Alimenta Brasil e Auxílio Inclusão Produtiva Rural serão estruturadas às famílias que vivem no campo, já o Auxílio Inclusão Produtiva Urbana e o microcrédito serão medidas de extrema importância para que seja possível inserir as pessoas no mercado, promovendo a cidadania em sua forma plena.

Uma grande e principal característica será a de ajudar no desenvolvimento infanto-juvenil através do apoio financeiro às gestantes, lactantes, crianças e adolescentes. A infância é importante prioridade ao governo Bolsonaro e darão condições para essas crianças conseguirem desenvolver suas habilidades cognitivas, físicas e afetivas durante os primeiros 36 meses de vida.

Conheça os benefícios que integrarão o Auxílio Brasil em novembro:

Benefício primeira infância:

Este benefício visa as famílias que possuem bebês e crianças de até 3 anos incompletos.

Benefício composição familiar:

O benefício no Bolsa Família é bem limitado até a idade limite de 17 anos, porém isso mudará para idades de 18 até os 21 anos incompletos. Tem como objetivo incentivar o grupo a continuar estudando e ao menos conseguir concluir o ensino médio.

Benefício de superação da extrema pobreza:

Mesmo se continuar a receber o benefício e a renda continuar sendo inferior e não superar a linha da extrema pobreza, será possível ter direito ao apoio financeiro sem ter qualquer tipo de limitação ao número e seus integrantes familiares.

Auxílio esporte escolar:

Esse será destinado aos jovens entre 12 a 17 anos de idade incompletos e que sejam membros das famílias beneficiadas pelo programa social e caso sejam destaques de competições oficiais dos jogos escolares.

Bolsa de iniciação científica júnior:

Destinado aos jovens que possuírem destaque em competições escolares acadêmicas e científicas, sendo de famílias beneficiadas pelo Auxílio Brasil. Haverá uma transferência de 12 parcelas mensais. Não há um número específico de membros da família por núcleo.

Auxílio criança cidadã:

Será destinado para a pessoa responsável pela família possuindo criança de zero a quatro anos incompletos e que tenha renda, mas que encontrou problemas para encontrar creches com vagas disponíveis seja particular ou pública. Este valor será pago até completar 48 meses de vida, no entanto, o limite ainda não foi definido e deverá ser regulamento em breve.

Auxílio inclusão rural:

O pagamentos ocorrerão durante 36 meses à agricultores que estão inscritos no CadÚnico.

Auxílio inclusão produtiva urbana:

Destinado às pessoas que já estejam na folha de pagamentos do Auxílio Brasil e comprove qualquer vínculo de emprego formal poderá estar recebendo o benefício.

Benefício compensatório de transição:

Este é para as famílias que já estavam inscritas no Bolsa Família e que possam perder parte do valor recebido por conta do enquadre do Auxílio Brasil. Ele será concedido em período de implementação desse novo programa e mantido até haver aumento do valor recebido por essa família ou que não se enquadre nos critérios elegíveis.

Uma regra importante do Auxílio Brasil será a de emancipação, caso a família beneficiada consiga sair da zona de pobreza e se mantiver, continuarão a receber este benefício por mais 24 meses.

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.