Abrir conta no Tesouro Direto

Programa teve sua criação pelo governo

1 37

O Tesouro Direto, programa que foi criado por meio do governo para a negociação dos títulos públicos pelas pessoas físicas de forma online e direta, acabou por atrair a atenção de brasileiros nestes últimos anos, principalmente por conta de sua rentabilidade, na qual seria superior a poupança, e também pela sua segurança.

Como abrir uma conta no Tesouro Direto
Fonte:Reprodução/Poder360

Os títulos do Tesouro Direto funcionam como investimentos de Renda Fixa, na qual a rentabilidade é prevista ou conhecida no momento em que há a aplicação. Dessa forma, estes títulos funcionam como se fossem um empréstimo que as pessoas fazem ao governo.

A troco do dinheiro, o governo irá fornecer um certo título de crédito, onde já foi definido um prazo para seu vencimento. Por fim, neste prazo, o governo fará a devolução do dinheiro com um acréscimo de juros que são oferecidos na aplicação.

Como abrir uma conta no Tesouro Direto

Primeiramente, é necessário que o investidor faça a escolha de alguma instituição financeira que permita a realização dos investimentos no Tesouro Direto, igualmente a uma corretora, e selecione a opção de abrir sua conta. Estas instituições também podem ser conhecidas como agentes de custódia.

O investidor precisa solicitar que tal instituição realize o seu cadastro juntamente ao Tesouro Nacional. O mesmo irá receber uma senha de acesso através do e-mail, encaminhada pela B3, onde são negociados e guardados os títulos. Ao acessar o Portal do Investidor com a senha entregue pelo e-mail, é necessário realizar sua modificação para uma nova.

Já no menu do site, basta clicar em “Investir e resgatar” e, em seguida, selecionar a opção de “Investir”. Irá aparecer na tela todos os títulos públicos que estão disponíveis para se comprar no momento. Por fim, basta escolher os títulos e realizar o preenchimento com o valor que deseja investir em cada um deles, com o investimento mínimo de menos de R$ 100,00 de acordo com o título escolhido.

O último passo é clicar em continuar e fazer a confirmação dos títulos e também dos valores da aplicação. Caso seja necessário a revisão de algum dado, basta selecionar a opção de editar ou cancelar. O investidor será notificado de sua compra por meio do e-mail.

Títulos do Tesouro Direto

O Tesouro Direto oferece para seus investidores diversas opções de títulos, no qual cada um deles conta com diferentes características e podem se tratar do mais indicado de acordo com o momento ou com o objetivo em específico que a pessoa tenha ao decidir realizar os investimentos no Tesouro.

Os títulos oferecidos pelo Tesouro Direto são: Tesouro Direto Selic, Tesouro Prefixado, Tesouro Prefixado com Juros Semestrais, Tesouro IPCA e, por fim, Tesouro IPCA com Juros Semestrais.

Vantagens de investir no Tesouro Direto

O Tesouro Direto é conhecido por ser um dos investimentos mais buscado pelas pessoas que desejam fazer aplicações em uma alternativa mais segura e que possua rendimentos melhores que o visto na Poupança.

Outras vantagens do Tesouro Direto seria o fato de não ser necessário muito dinheiro para investir, pelo programa contar com boa rentabilidade, por conta do recebimento de juros semestrais, a proteção contra inflação, aplicações já programadas, títulos que podem se valorizar e o resgate disponível a qualquer momento.

1 comentário
  1. […] sua vez, não importa qual corretor você use, uma taxa de custódia será cobrada. Isso pelo beneficiário ser a Bolsa de Valores do Brasil B3. A taxa de juros é de […]

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.