61% dos alunos do terceiro ano do EM são negros e pardos! Confira

1

Atualmente, há milhares de alunos do terceiro ano do EM que não se encaixam no famoso padrão social, que costumeiramente era ocupado apenas por pessoas brancas. Precisamos fazer com que muitos outros estudantes consigam pisar dentro de solo escolar para estudarem, adquirirem um bom conhecimento e terem um futuro brilhante com o que desejarem fazer.

Desigualdade social das escolas

Apesar de alunos do terceiro ano do EM pardos e pretos que ocuparem 61% das escolas, o percentual permanece abaixo do normal e precisamos levar em considerações problemas como: desigualdade social. Infelizmente, no Brasil vivemos em realidades completamente opostas, que transfiguram os cenários apresentados por falas de alto escalão governamental.

A maioria desses alunos tem a mãe como chefe de família, porém muitas dessas mulheres não tiveram a chance de terminarem o 5° ano do fundamental I. Além disso, podemos observar que a maioria dos alunos não possuem um tablet ou computador para conseguirem estudar em casa por serem de origem mais humilde.

Boa parte dos alunos do terceiro ano do EM usam o tempo livre que poderiam tirar de lazer para trabalharem. Muitos outros preferem estudar em cursos que auxiliem a encontrar um trabalho assim que formados do colegial, para terem um futuro promissor e melhor com um bom salário.

Qual foi a porcentagem de estudantes da cor preta?

Infelizmente, o percentual dos alunos do terceiro ano do EM negros se encontra em 14%. Quando comparamos com os brancos, vemos uma taxa de 31% e que nos apresenta a maioria esmagadora de estudantes caucasianos.

molde renda 4

O maior diferencial observado é que os alunos pardos atingem 47%, que ultrapassou facilmente os colegais brancos. Há outros alunos do terceiro ano do EM que se declararam como amarelos e se encontram em um percentual de apenas 3%.

Qual a porcentagem de estudantes que se declaram indígenas no EM?

Há uma enorme desigualdade social para com os alunos do terceiro ano do EM indígenas, e eu tenho quase certeza que você estudou com 1 ou 2 durante toda a sua vida. Para vocês terem uma noção, quando eu era aluna do fundamental e médio, não tive absolutamente nenhum colega indígena e a maioria eram compostos de pardos na minha turma.

Você não acha estranho que os indígenas, amarelos e negros fiquem praticamente excluídos dentro da nossa sociedade? Não acredita ser tempo de mudarmos esse tipo de cenário? A educação é feita para todos, mas será que ela realmente atinge a quem deveria?

1 comentário
  1. […] e preferencialmente, livres de qualquer preconceito e racismo para com estas pessoas, que tem os mesmos direitos que os brancos e merecem total respeito e liberdade em nossa […]

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

DMCA.com Protection Status