Copia de NAO ABRA ESTEJA AVISADO 8 10 Critérios para escolher um bom fundo de investimentos

10 Critérios para escolher um bom fundo de investimentos

Com a Selic (taxa básica da economia) em baixa recorde de 3% ao ano, é necessário diversificar a carteira de investimentos para incluir aplicações mais rentáveis. Os fundos mútuos são boas alternativas neste cenário.

Um fundo mútuo é um tipo de esquema de investimento coletivo que reúne recursos de vários investidores, conhecidos como acionistas. O valor total investido pelos acionistas é aplicado em diversos tipos de ativos com o objetivo de gerar juros ao longo do tempo. Esses ativos são selecionados com base no perfil do fundo, que pode ser conservador, moderado ou agressivo.

O responsável pela alocação do dinheiro é o gerente que recebe uma taxa de administração pelo trabalho executado. Se o acionista optar por devolver o investimento, receberá um aumento no valor proporcional às suas ações durante o período em que o dinheiro foi investido.

Os fundos são, portanto, os produtos mais adequados para quem não quer correr muitos riscos e não tem tempo para controlar os seus investimentos.

No entanto, existem dezenas de categorias e milhares de fundos no mercado. Por isso, pode ser difícil selecionar e encontrar o aplicativo ideal para o seu perfil de risco e necessidades. Veja a seguir quais critérios devem ser levados em consideração para a escolha do melhor fundo mútuo.

1 – Selecione a categoria apropriada

Você se considera conservador, moderado ou corajoso ao analisar seu perfil de investidor? Seu perfil de risco o ajudará a determinar o tipo e a categoria de fundo certo para você.

NAO ABRA ESTEJA AVISADO 75 10 Critérios para escolher um bom fundo de investimentos

Embora existam dezenas de tipos, existem essencialmente três categorias amplas de fundos no mercado: fundos de anuidades, fundos de ações ou fundos de ações e fundos multimercados (combinando estratégias de renda fixa e ações). Encontre abaixo o mais adequado para cada perfil de investidor e objetivo de investimento:

Fundos de pensão

Sua carteira consiste em pelo menos 80% de títulos corporativos ou governamentais. Eles são recomendados para investidores mais conservadores ou investidores com objetivos de investimento de curto prazo, uma vez que o risco de oscilações ou desvalorizações de preços no curto prazo é menor. Sua renda tende a seguir o curso da Selic, mas alguns tipos podem oferecer retornos maiores.

Fundos multi-mercado

A estratégia desses fundos pode incluir diferentes tipos de ativos, como ações, moedas, derivativos e títulos de renda fixa. Eles são mais arriscados do que os fundos de pensão e tendem a ser mais lucrativos do que os fundos de pensão. Os fundos multimercados são adequados para investidores moderados a corajosos ou com objetivos de investimento de médio e longo prazo. Isso porque as taxas dos fundos multimercados flutuam mais do que as de renda fixa e tendem a ter um prazo de amortização mais longo, que pode chegar a 30 dias.

Fundos de capital

Os fundos de ações investem pelo menos 67% de seus recursos em títulos negociados em bolsa. Eles são mais arriscados do que fundos de anuidades e multimercados e têm maior potencial de retorno do que qualquer um deles. Portanto, são recomendados para investidores corajosos ou com objetivos de longo prazo. Isso ocorre porque esses fundos tendem a aumentar em valor ao longo de longos períodos de tempo. No curto prazo, dependendo dos eventos políticos e econômicos que normalmente afetam o mercado de ações, suas ações podem sofrer desvalorizações significativas.

2 – Analise a estratégia

Nos fundos de renda fixa, multimercado e renda variável, existem opções mais ou menos conservadoras, podendo, portanto, ser mais ou menos lucrativas. A natureza da estratégia e classificação de cada fundo é geralmente descrita em seu próprio nome e explicada com mais detalhes em seu prospecto, documento que contém as informações mais importantes sobre o investimento para o investidor.

NAO ABRA ESTEJA AVISADO 76 10 Critérios para escolher um bom fundo de investimentos

Existem vários tipos de categorias de fundos de ações, multimercados e obrigações. A categoria de fundos geralmente resume a estratégia. Por exemplo, os fundos que investem a maior parte de sua carteira em ações de pequena e média capitalização no mercado de ações são classificados como “ações de pequena capitalização”. Outras, que se concentram em ações de empresas de um determinado segmento, como energia, podem ser classificadas como “ações da indústria” e assim por diante.

Um nível de classificação comum a todas as categorias são fundos ativos e de índice. Veja o que eles significam abaixo:

Fundo ativo

Um fundo ativo visa superar um índice de referência (como o Ibovespa ou o CDI). Para obter maior lucratividade, o gerente cria suas próprias estratégias e tem flexibilidade para alterar o portfólio de ativos, se necessário.

Fundo de índice

Os fundos de índices não possuem o mesmo nível de flexibilidade estratégica dos fundos ativos, pois devem monitorar o desempenho de um indicador, que pode ser, por exemplo, o CDI, o Ibovespa ou algum outro índice de preços. É o caso dos fundos de índice de ações (ETFs).

3 – Revisão de feedback e gerenciamento de histórico

Já sabemos que o desempenho passado não é garantia de desempenho futuro, mas o investidor deve sempre verificar o histórico de desempenho do fundo, que consta no anúncio do fundo na plataforma da corretora (caso não encontre, pergunte à instituição financeira). Esta é uma das formas mais eficazes de verificar a consistência dos resultados fornecidos pelo gestor.

NAO ABRA ESTEJA AVISADO 77 10 Critérios para escolher um bom fundo de investimentos

Recomenda-se analisar o desempenho do fundo nos últimos três anos, de preferência na última década, e compará-lo com o benchmark para ver se ele cumpre o que promete. Por exemplo, um fundo de títulos ativos que não atinge a taxa Selic no longo prazo pode não valer o investimento, pois os fundos de títulos tendem a apresentar desempenho superior a esse benchmark.

Não omita o desempenho do fundo em tempos de crise em sua análise e compare como ele reagiu em relação à média da categoria. Os dados podem ser visualizados por categoria no site da Anbima.

Além disso, verifique o histórico de desempenho do gestor de investimentos e do gestor do fundo. A casa é conhecida? É especializado? O gerente tem muitos anos de experiência? Essas são as respostas que os investidores devem procurar.

O que é uma empresa de gestão de investimentos?

Os gestores de investimentos são instituições especializadas em administrar o dinheiro de pessoas físicas e jurídicas. É o método mais utilizado pelos maiores investidores do mundo para cuidar de suas finanças pessoais.

4 – Cuidado com as taxas altas

Cada fundo deve pagar uma taxa de administração pelo trabalho de seu administrador. No entanto, esse valor, que é compensado pelos recursos aplicados por ano, varia muito entre as modalidades de fundos e também entre as instituições financeiras.

NAO ABRA ESTEJA AVISADO 78 10 Critérios para escolher um bom fundo de investimentos

No entanto, para fundos na mesma categoria, você precisa verificar se os retornos ao longo do tempo justificam o custo. Afinal, gerentes que fazem um bom trabalho, superam seus concorrentes e a média do mercado, têm que pagar honorários mais altos.

Com níveis Selic de 3% ao ano, taxas acima de 1,5% ao ano não são recomendadas. Se eles forem maiores, uma lupa deve ser usada para verificar se o desempenho do fundo compensa a carga.

Dependendo do tipo de estratégia do fundo, pode ser aplicada uma taxa de desempenho, normalmente 20% do benchmark do fundo.

Alguns fundos também podem cobrar uma taxa de resgate se o investidor desejar resgatar as unidades antes do período mínimo de investimento. Essa taxa é frequentemente considerada abusiva e pode ser um fardo pesado para a carteira do investidor; é possível encontrar vários fundos que não aplicam esta taxa.

Quanto é a comissão de corretagem?

Resumindo, a taxa de corretagem é o custo de negociação de ativos financeiros ou uma fração dele. Em outras palavras, para cada operação de compra e venda, a corretora cobra um valor pela troca de ativos ou ações negociadas. Fixo: determinado pela faixa em que o valor total da negociação cai.

5 – Revise a aplicação inicial

Não faz sentido encontrar um bom fundo que não permita que você aplique valores que cabem no seu orçamento. Em cada fundo, a ação tem valor e o investidor pode comprar quantas ações quiser.

NAO ABRA ESTEJA AVISADO 79 10 Critérios para escolher um bom fundo de investimentos

Existem fundos que permitem aplicações a partir de R $ 100. Ou seja, o valor de cada cota é de R $ 100. Porém, fundos com boa rentabilidade podem exigir um depósito mínimo maior, como R $ 500 ou R $ 1.000. Isso significa que pode valer a pena acumular mais dinheiro antes de investir.

Em qualquer caso, a taxa pode ser adquirida a qualquer momento. Mas não é comum que os recursos sejam aplicados mensalmente, como é o caso, por exemplo, dos investimentos em previdência privada.

O que deve ser considerado ao fazer um investimento?

Com perfil e objetivo definidos, é hora de avaliar três outros pontos importantes que podem fazer uma boa diferença para sua carteira: a relação risco-retorno, o prazo e as taxas de juros associadas ao investimento.

6 – Verificar prazos e valores mínimos

Ao selecionar um fundo, é importante verificar o prazo de carência dentro do qual as cotas do fundo não podem ser resgatadas. Isso é importante para quem quer pagar rapidamente seu investimento em caso de crise econômica, por exemplo.

NAO ABRA ESTEJA AVISADO 80 10 Critérios para escolher um bom fundo de investimentos

Os fundos geralmente também exigem um valor mínimo de pagamento, que também deve estar no radar do investidor na hora de escolher um produto.

Como saber se a rentabilidade é boa?

Rentabilidade líquida: é a receita que já foi deduzida de taxas e impostos. Portanto, representa o valor exato do retorno Retorno real: indica quanto foi feito um investimento, levando em consideração as oscilações da inflação. Se a taxa de retorno for superior à taxa de inflação, significa que a lucratividade é boa.

7 – Preste atenção aos impostos

Os fundos mútuos podem ser tributados de forma diferente dependendo do seu tipo.

A tabela a seguir mostra os fundos classificados como de longo prazo, os fundos mais usuais do mercado e que mantêm carteira de títulos com vencimento superior a 365 dias:

NAO ABRA ESTEJA AVISADO 81 10 Critérios para escolher um bom fundo de investimentos

22,5% para aplicações até 180 dias

20% para solicitações de 181 dias a 360 dias

17,5% para aplicações de 361 dias a 720 dias

15% em pedidos de 721 dias

Isso não se aplica a fundos de ações que têm uma taxa de 15% em qualquer momento quando o aplicativo é enviado.

Qual investimento não está sujeito a imposto de renda?

Na lista incluímos as receitas de LCI, LCA, CRI, CRA pagas com fundos imobiliários e vendas de ações até R $ 20.000 por mês. As notas de incentivo têm uma alíquota de imposto de renda zero. Na prática, eles têm o mesmo efeito que um ativo isento de impostos; H. o cliente também não paga imposto de renda.

8 – Verifique as classificações, mas não se deixe levar por elas

A Corretora XP, em parceria com o Ibmec Business School, lançou os fundos que se destacaram em quatro categorias nos últimos três anos e na década. O ranking os divide em quatro categorias: ações, multimercado, renda fixa, crédito privado e imobiliário. Os tópicos discutidos incluem retornos ajustados ao risco consistentes para o produto.

NAO ABRA ESTEJA AVISADO 82 10 Critérios para escolher um bom fundo de investimentos

A Associação Anbima de Gestores e Bancos publica rankings diários com a rentabilidade média por classe e tipo de fundo no dia, mês, ano e nos últimos doze meses. Esses dados fornecem uma boa ideia se o desempenho do seu fundo está acima ou abaixo da média.

Mais importante do que investir em um fundo confiável e de alto rendimento, é saber se ele é adequado para seu perfil de risco e necessidades de investimento. As classificações devem ser apenas uma forma de conselho, não um fator determinante. Afinal, o desempenho passado de um fundo não significa que ele terá um bom desempenho no futuro.

O que são investimentos e suas qualificações?

Os fundos de ações podem ser classificados por índices, determinados ativos (dividendos, setor, small cap, etc.) e até mesmo determinados fundos (fundos fechados, FMP-FGTS ou fundos de ações individuais). No caso dos multimercados, os fundos são subdivididos de acordo com os tipos de alocação, estratégias ou aplicações no exterior.

9 – Priorizar plataformas abertas

Você acha que o gerente do seu banco lhe dará a melhor sugestão? Saia do egoísmo. Existem agora milhares de plataformas abertas que oferecem dinheiro não apenas de grandes bancos, mas de uma ampla variedade de gestores independentes no mercado.

NAO ABRA ESTEJA AVISADO 83 10 Critérios para escolher um bom fundo de investimentos

Os grandes bancos também já possuem uma plataforma de produtos aberta que pode ser consultada. Não se limite à primeira opção sugerida. Estude e analise cada alternativa.

O que é uma plataforma financeira?

The Financial Platform é uma empresa independente de pesquisa de investimentos que visa democratizar o acesso a informações de qualidade para quem deseja investir e gerar capital de longo prazo.

10 – Diversificar o portfólio

Uma carteira de investimentos não deve consistir em apenas um tipo de fundo. Quanto mais recursos forem usados, maior será a diversificação.

NAO ABRA ESTEJA AVISADO 84 10 Critérios para escolher um bom fundo de investimentos

Esta é uma forma eficaz de tornar a sua carteira mais rentável sem correr muitos riscos e torná-la inadequada para o seu perfil de investimento.

Por que é necessário diversificar os investimentos?

Todo investimento está sujeito a um certo nível de risco. Os aplicativos considerados extremamente seguros também podem sofrer perdas. O princípio central da diversificação de investimentos é distribuir seu dinheiro entre diferentes ativos para reduzir o risco e aumentar as chances de bons resultados.

As melhores dicas da internet!

Se você gostou de nossas dicas para as entrevistas de emprego e quer continuar encontrando as mais diversas dicas sobre como economizar, empreender, investir e se dar bem no mercado financeiro, fique atento ao Renda Brasileira e encontre as melhores dicas da internet em um só lugar.


Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *